Papa Francisco transmite solidariedade aos muçulmanos após ataque a mesquitas

'Sua santidade reza pela recuperação dos feridos, o consolo daqueles que lamentam o desaparecimento de seus entes queridos e por todos os afetados por esta tragédia', acrescenta o texto

Por AFP

Papa Francisco anuncia abertura dos arquivos do Pontificado de Pio XII
Papa Francisco anuncia abertura dos arquivos do Pontificado de Pio XII -

Vaticano - O papa Francisco declarou nesta sexta-feira estar muito triste pelos atos violência cometidos contra duas mesquitas na Nova Zelândia que mataram 49 passe, expressando sua solidariedade para com a comunidade muçulmana do país.

"O Papa Francisco ficou muito triste ao tomar conhecimento dos feridos e das mortes causadas por atos de violência sem sentido contra duas mesquitas em Christchurch, e assegura a todos os neozelandeses, e em particular à comunidade muçulmana, sua sincera solidariedade neste momento", afirma um comunicado assinado pelo número dois do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin.

Atirador transmitiu ataque às mesquitas ao vivo e postou manifesto racista no Twitter

"Sua santidade reza pela recuperação dos feridos, o consolo daqueles que lamentam o desaparecimento de seus entes queridos e por todos os afetados por esta tragédia", acrescenta o texto.

Ao menos 49 pessoas morreram em ataques nesta sexta-feira contra duas mesquitas da cidade neozelandesa de Christchurch e, segundo as autoridades locais, um dos autores foi identificado como um extremista australiano.

Os ataques nesta cidade da Ilha Sul também deixaram 20 pessoas gravemente feridas.

Comentários