Furacão que arrasou Flórida em 2018 era de categoria máxima

Cientistas determinaram que a intensidade dos ventos no momento em que ele tocou o solo foi de 257,5 km/h

Por AFP

Furacão Michael atingiu a categoria 4 nesta quarta-feira
Furacão Michael atingiu a categoria 4 nesta quarta-feira -

O furacão Michael, que em outubro passado deixou pelo menos 16 mortes diretas e danos catastróficos no norte da Flórida, foi elevado da categoria quatro para cinco na escala Saffir-Simpson, após análise de meteorologistas americanos.

Ao fazer uma "análise pós-tormenta" dos dados, cientistas do Centro Nacional de Furacões determinaram que a intensidade dos ventos no momento de tocar o solo foi de 257,5 km/h, informou nesta sexta a Associação Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA).

Isso significa que Michael teve ventos 8 km/h mais rápidos do que os meteorologistas estimaram no ano passado.

Isso faz dele "o primeiro furacão que toca a terra nos Estados Unidos como categoria cinco desde o furacão Andrew, em 1992, e o quarto de que se tem registro", disse o porta-voz Dennis Feltgen em um comunicado.

Os outros dois foram o furacão do Dia do Trabalhador, em 1935, e o furacão Camille, em 1969.

A mudança "tem pouca importância prática em termos de impacto associado à tormenta", acrescentou Feltgen.

Comentários