Escola dá troféu de 'mais irritante' a aluno com autismo e mãe desabafa: 'Humilhante'

O pai da criança lembra que a plateia ficou em silêncio e que a professora tentou levar a situação como uma brincadeira

Por Meia Hora

Menino com autismo recebe prêmio de 'mais irritante'
Menino com autismo recebe prêmio de 'mais irritante' -
Uma premiação absurda chocou as redes sociais na manhã desta quarta-feira. Os pais de um aluno autista precisaram assistir seu filho, de 11 anos e com autismo, receber o troféu de garoto "mais irritante" em uma cerimônia, que marcou o fim do ano letivo em uma escola no Estado de Indiana, nos Estados Unidos.
"O que é irritante e humilhante foi ver meu filho ali, na frente de pessoas estranhas, recebendo o prêmio e não entendendo do que se tratava", desabafou Estella Castejon ao programa 'Outside Source', da BBC. 
De acordo com a imprensa americana, a instituição pediu desculpas e afirmou ter aberto uma ação disciplinar envolvendo parte da equipe pedagógica. Rick, o pai do menino, disse que própria professora do filho apresentou a premiação.
"Achei que ele fosse levar um prêmio bacana. Aí anunciaram 'criança mais irritante'...a professora viu que eu fiquei chateado, e mencionou que as crianças fizeram as escolhas dos premiados, não os professores. Eu não entendi por que (os professores) deixaram que isso sequer fosse uma opção (o prêmio de 'mais irritante')".

Ele lembra que a plateia ficou em silêncio e que a professora tentou levar a situação como uma brincadeira: "Acho que eles (a escola) pensaram que era uma piada engraçada, não viram nada de errado. Mas eu nunca vejo meu filho ou qualquer criança como irritante", lamentou Rick.

Segundo os pais, o menino não se comunica verbalmente e aparentemente não entendeu o significado do troféu que recebeu.

"Se ele está correndo de um lado para o outro, se está batendo palmas, se está rindo do nada...é isto que ele faz", diz Estella. "Mas como professora de uma criança com necessidades especiais, você deveria estar treinada para estas coisas, para lidar com elas e, mais importante, ter paciência. Para mim, isto é uma professora permitir o bullying de um aluno. Isto é insano e triste em tantos níveis".
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Meia Hora Jornal
Menino com autismo recebe prêmio de 'mais irritante' Divulgação