Pessoas de todo o mundo visitam a cidade de Pamplona para testar sua bravura e apreciar o festival, com festas 24 horas, procissões religiosas e shows - Ander Gillenea/ AFP
Pessoas de todo o mundo visitam a cidade de Pamplona para testar sua bravura e apreciar o festival, com festas 24 horas, procissões religiosas e showsAnder Gillenea/ AFP
Por AFP
Espanha - As festividades de São Firmino em Pamplona, no norte da Espanha, terminaram neste domingo com três pessoas chifradas no oitavo e último dia de festejos. Com isso, subiu para oito o total de pessoas que foram atacadas pelos touros. Além deles, outras 27 também ficaram feridas durante o evento.
A Cruz Vermelha anunciou que prestou atendimento a 655 pessoas durante a semana, incluindo 504 participantes das corridas. As festas de São Firmino acontecem de 6 a 14 de julho. São as mais famosas da Espanha e, todos os anos, atraem milhares de turistas do mundo inteiro.

Durante uma semana, todas as manhãs às 8h00 centenas de pessoas de camisa e calça brancas com lenço e cinto vermelhos tentam chegar o mais próximo possível de seis touros - ladeados por seis novilhos - enquanto percorrem as ruas estreitas da cidade.

O percurso termina na arena onde esses touros são mortos à tarde pelos grandes nomes das touradas. A corrida ou "encierro" faz a cada ano vários feridos. 

Neste domingo, o maior dos seis touros liberados se viu isolado e começou a atacar os corredores em seu caminho. Dois australianos de 27 e 30 anos, além de um espanhol de 25 anos, foram feridos pelo animal, que pesa meia tonelada, disseram autoridades regionais.

No ano passado, duas pessoas foram chifradas. Desde o início da compilação destes dados, em 1911, pelo menos 16 pessoas morreram nas festividades, a último em 2009. Em 2018, 42 pessoas ficaram feridas, duas chifradas.