Por AFP
Bolívia - O líder indígena boliviano Genaro Flores, símbolo da resistência camponesa contra as ditaduras militares, morreu neste domingo aos 77 anos. "Muito consternados pela partida de nosso irmão, Genaro Flores, histórico líder indígena que fundou a CSUTCB e oferendou sua vida à defesa da democracia e direitos dos povos indígenas", escreveu o presidente Evo Morales em sua conta do Twitter.
Flores fundou em 1979 o maior sindicato camponês boliviano, a Confederação Sindical Única de Trabalhadores Camponeses da Bolívia (CSUTCB). Em 1981, durante uma operação militar, tomou um tiro na coluna que o deixou paraplégico.
Publicidade
Durante anos exerceu sua liderança de sua cadeira de rodas. Recentemente, afastou-se das atividades sindicais.