Crueldade sem fim! Jovens usam fogos de artifício para explodir mendigo e filmam tudo

Um homem pode ser ouvido comentando: 'Não acredito que ele se explodiu', enquanto outros riem histericamente

Por IG - Último Segundo

A brincadeira foi considerada cruel por muitos internautas
A brincadeira foi considerada cruel por muitos internautas -

Um morador em situação de rua foi filmado por jovens enquanto segurava fogos de artifícios nas mãos. A brincadeira considerada cruel por muitos internautas foi gravada no aplicativo Snapchat e mostra o que parece ser um grupo que incentiva um homem em uma cadeira de rodas a segurar os fogos e explodi-los.

Nas imagens é possível perceber que um dos jovens acende o artefato e foge rapidamente, antes que os fogos explodam nele. Mas, o morador em situação de rua permanece com os explosivos nas mãos.

Um homem pode ser ouvido comentando: "Não acredito que ele se explodiu", enquanto outros riem histericamente. O vídeo foi filmado em London Road, Liverpool.

Após o compartilhamento das imagens, ativistas reagiram furiosamente e tentam localizar as pessoas envolvidas no caso.

Michelle Langan, uma das integrantes do projeto Papercup, que trabalha com pessoas sem-teto em todo o centro de Liverpool, disse que a situação não é engraçada. "É tão triste ver uma pessoa vulnerável sendo usada para risos", lamenta a ativista.

Ela esclarece ainda que constantemente encontra com o morador em situação de rua que aparece no vídeo. "É horrível vê-lo em perigo assim", diz. Em 2018, uma pessoa que vivia nas ruas da Inglaterra foi queimada após crianças colocarem fogos no seu bolso.

"Não é engraçado, não é uma piada. Essa brincadeira no vídeo poderia ter terminado facilmente em tragédia. Os moradores em situação de rua não devem ser tratados como objetos para rir ou tirar proveito. Eles também são pessoas", pontua.

Ela acrescentou: “É horrível ver isso, espero que esses jovens percebam que pessoas vulneráveis ​​não devem ser usadas como uma maneira barata de obter curtidas nas mídias sociais".

Comentários