Jemma Levy, 30, e o marido Alex, 31, desistiram do sonho de fundar uma família, e ele agora é seu cuidador - Reprodução/ Jemma Levy
Jemma Levy, 30, e o marido Alex, 31, desistiram do sonho de fundar uma família, e ele agora é seu cuidadorReprodução/ Jemma Levy
Por O Dia
Londres - Uma jovem com síndrome de Ehlers-Danlos, que precisa ser conectada a um tubo de alimentação por 22 horas por dia, revelou que nunca mais poderá comer de novo - até mesmo um gole de água lhe causa dor e náusea agonizantes.

Jemma Levy, 30, de Londres, sofreu os sintomas por 17 anos antes de receber um diagnóstico oficial - uma espera que ela acredita ter piorado sua condição.
Jemma Levy, 30, não poderá mais se alimentar de forma natural - Reprodução/ Jemma Levy
Seu sistema digestivo agora está paralisado e foi informada de que não há outro tratamento para ajudá-la e que ela ficará dependente de tubos pelo resto da vida.

Em declarações ao jornal britânico Daily Mail, Jemma disse que o apoio implacável que recebe de seu marido Alex e de seus amigos e família é a única razão pela qual ela tem forças para continuar lutando.

"Alex nunca reclamou, apesar de se tornar meu cuidador e ter que fazer muito para me ajudar todos os dias", disse ela.

Nunca mais poderei comer de novo. Eu nunca vou comer aquele sushi, chocolate ou bolo de aniversário que eu costumava viver. Eu sempre serei dependente de tubos e medicamentos para sobreviver.