Milhares de pessoas se reúnem em Bagdá em procissão para general Suleimani

Gritando frases como "América é o grande satã" e "morte aos Estados Unidos e a Israel", os enlutados vestiam fardas militares pretas

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Pessoas prestam homenagem a Qassim Suleimani
Pessoas prestam homenagem a Qassim Suleimani -
Bagdá - Milhares de pessoas se juntaram em uma procissão para homenagear o general iraniano Qassim Suleimani nas ruas de Bagdá, capital do Iraque, neste sábado. Os protestantes se posicionaram contra a operação norte americana que matou o líder das Forças Quds, unidade de operações clandestinas da Guarda Revolucionária do Irã, na noite da última quinta-feira.
Gritando frases como "América é o grande satã" e "morte aos Estados Unidos e a Israel", os enlutados vestiam fardas militares pretas, carregavam bandeiras do Iraque e das milícias iraquianas que são apoiadas pelo Irã. A procissão começou na mesquita Imam Kadhim, uma das principais da seita xiita do islamismo, e se estendeu pelas ruas da capital iraquiana.

Os protestantes também lamentavam a morte de Abu Mahdi al-Muhandis, um dos comandantes da milícia iraquiana que foi morto na mesma operação que vitimou Suleimani. "Esse foi um duro golpe, mas não nos abalaremos", disse Mohammed Fadl, um dos que participaram da procissão. O primeiro-ministro iraquiano Adel Abdul-Mahdi também estava presente na caminhada.

Um oficial da coalizão liderada pelos Estados Unidos disse que o foco agora é na "segurança e nas medidas de proteção" para evitarem represálias. Os portões da zona protegida de Bagdá, onde moram as autoridades do país e se localizam as embaixadas internacionais, foram fechados neste sábado.

Com o aumento das tensões, o exército do Iraque e a coalizão negaram os rumores que teriam ordenado um novo ataque aéreo na noite da sexta-feira. Uma autoridade iraquiana disse que uma operação atingiu dois carros que levavam milícias apoiadas pelo Irã, ao norte de Bagdá. O funcionário disse que cinco membros da milícia foram mortos.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários