Bebê de seis semanas morre em Connecticut por novo coronavírus

A morte de um bebê de nove meses em Chicago, no último sábado, era a vítima mais jovem dos EUA até então

Por AFP

Fotos feitas com microscópico mostram células do paciente sendo atacadas pelo coronavírus
Fotos feitas com microscópico mostram células do paciente sendo atacadas pelo coronavírus -
Um bebê de seis semanas morreu por causa do novo coronavírus, informou nesta quarta-feira (1) o governador do estado americano de Connecticut, Ned Lamont.

"É com uma tristeza que me parte o coração que confirmamos a primeira morte pediátrica relacionada a Covid-19 em Connecticut", escreveu Lamont em sua conta no Twitter.

"Pensamos que se trata de uma das pessoas mais jovens do mundo a morrer por causa das complicações geradas pela Covid-19", acrescentou.

As autoridades de Illinois anunciaram no último sábado a morte de um bebê de nove meses em Chicago, a vítima mais jovem dos EUA até então.

Supostamente a doença ataca mais adultos e idosos do que crianças, ainda que os médicos digam que não há uma distinção.

Lamont disse que o bebê de seis semanas, da cidade de Hartford, "foi levado em estado inconsciente para um hospital no último final de semana e não resistiu".

Os exames realizados confirmaram na terça passada que o recém-nascido testou positivo para a covid-19.

Connecticut é um estado limítrofe com Nova York, onde já foram registradas quase 2.000 mortes por causa do novo coronavírus.

O governador Lamont disse ao canal ABC que em seu estado há mais de 3.500 casos da doença e que foram registradas 85 mortes.

A região de Nova York é a mais afetada pela pandemia nos Estados Unidos, com mais de 100.000 casos em seu estado e nos vizinhos Nova Jersey e Connecticut.

"Esse é um vírus que ataca os mais frágeis sem piedade. Isso também ressalta a importância de permanecer em casa e limitar a exposição em relação a outras pessoas", escreveu o governador no Twitter.

"Sua vida e a vida dos demais podem literalmente depender disso", finalizou.

Comentários