Espanha tem quarto dia consecutivo de queda nas mortes por coronavírus com 637 vítimas fatais

Covid-19 deixou 637 mortos nas últimas 24 horas. Foi o menor número de vítimas fatais em 13 dias, segundo o balanço desta segunda-feira do ministério da Saúde

Por AFP

A desaceleração no contágio na Espanha se dá em contexto de duras medidas de isolamento
A desaceleração no contágio na Espanha se dá em contexto de duras medidas de isolamento -
Madri - A pandemia de coronavírus deixou 637 mortos nas últimas 24 horas na Espanha, o quarto dia consecutivo de queda nos óbitos e o menor número de vítimas fatais em 13 dias, segundo o balanço desta segunda-feira do ministério da Saúde.

O número de casos aumentou 3,3% no mesmo período, contra 4,8% na véspera, o que significa uma desaceleração dos contágios no país, o segundo mais afetado do mundo em número de mortes pela covid-19, atrás da Itália, com 13.055 mortes entre as 135.032 pessoas contaminadas.

A Espanha enfrentou na semana passada uma etapa cruel na pandemia de coronavírus, com o recorde de 950 mortes em apenas um dia em 2 de abril.

O país está sob rígidas medidas de confinamento, aplicadas desde 14 de março e que devem prosseguir até 25 de abril.

Os espanhóis vivem confinados em suas casas, com possibilidade de sair apenas para o trabalho (quando o teletrabalho não é possível) ou para atividades básicas como fazer comprar ou passear com o cachorro.

Além disso, o governo decretou de 30 de março a 9 de abril a paralisação de todas as atividade econômicas "não essenciais", uma medida que não deve ser prorrogada.

Comentários