OMS diz que desde fevereiro tem dito que assintomáticos podem transmitir coronavírus

Diretor-geral da instituição disse ainda que, como é um vírus novo, todos estão aprendendo o tempo todo sobre ele

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS
Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS -
São Paulo - O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, lembrou nesta quarta-feira, que a entidade tem afirmado desde o início de fevereiro que pacientes assintomáticos podem transmitir o novo coronavírus. No início da entrevista coletiva da entidade, ele tratou do assunto, após declaração de segunda-feira da epidemiologista Maria Van Kerkhove, líder da resposta da OMS à pandemia de coronavírus, ter gerado debate e dúvidas sobre o tema.

"O que precisamos fazer mais pesquisas para estabelecer é a extensão da transmissão por assintomáticos", afirmou Ghebreyesus nesta quarta. "Essa pesquisa está em andamento", informou. "Sabemos muito, mas ainda há muito que não sabemos sobre o coronavírus", lembrou.

O diretor-geral da OMS citou estratégias já estabelecidas para enfrentar a pandemia: "encontrar, isolar e testar pessoas com sintomas, e rastrear e fazer quarentena de seus contatos são o modo mais crucial para parar a transmissão da covid-19", afirmou

Ghebreyesus disse ainda que, como é um vírus novo, todos estão aprendendo o tempo todo sobre ele. Além disso, garantiu que, sempre que houver avanços, a OMS atualizará suas diretrizes para os países.

Comentários