Fase 3 do estudo da Johnson & Johnson começou a recrutar voluntários no final de setembro - AFP
Fase 3 do estudo da Johnson & Johnson começou a recrutar voluntários no final de setembroAFP
Por IG Saúde
Rio - Autoridades russas disseram nesta terça-feira que poderão ter uma vacina contra a covid-19 em um período de até suas semanas. A informação é da CNN Internacional, que diz que a data prevista para a aprovação do imunizante para uso e distribuição generalizada para a população é o dia 10 de agosto.
Apesar das preocupações com a segurança e a eficácia da vacina, o país tem o objetivo de ser o primeiro do mundo a ter um imunizante aprovado. A pesquisa está sendo realizada pelo Instituto Gamaleya, que tem sede em Moscou.
Publicidade
Segundo as autoridades consultadas pela CNN, os primeiros a receber a aplicação da vacina serão os profissionais da saúde. Os cientistas russos teriam testado a imunização neles próprios e estariam em fase final de testes. Essa velocidade de aprovação seria possível por conta de eles terem usado uma tecnologia que já conheciam. Os pesquisadores só teriam a adaptado à covid-19.
Eles ainda disseram que esperam produzir até 200 milhões de doses até o fim do ano. Desse total, 30 milhões seriam exclusivas para a Rússia.
Publicidade
Chefe do fundo soberano russo, Kirill Dmitriev está financiando a pesquisa e comparou o momento a um "Sputnik", fazendo referência ao momento em que os russos ficaram na liderança na corrida especial, na década de 1950.
"Os americanos ficaram surpresos quando ouviram os sons do Sputnik. É o mesmo com a vacina, a Rússia vai ter chegado lá primeiro", acrescentou Dmitriev.