Jovem vai ao hospital com cólicas, mas algo impressionante estava acontecendo

Ela suspeitava de uma pedra no rim, mas essa visita mudaria o rumo de sua vida

Por O Dia

Lizzie Quah estava grávida e não sabia
Lizzie Quah estava grávida e não sabia -
Que história! Lizzie Quah tem 23 anos e começou a sentir uma cólica muito forte. Suspeitando de uma pedra no rim, ela foi ao hospital. Após alguns exames, os médicos descobriram rapidamente que ela estava grávida, e quatro horas depois ela teve a criança. Rápido assim.
A professora de balé vive em Bloomington, Illinois (EUA), e conta como foi parar no pronto-socorro depois de não conseguir dormir devido à fortes cólicas (que era na verdade o trabalho de parto começando). Ela já tinha sofrido anteriormente com uma pedra no rim, então pensou que ela tinha voltado.
Chegando no pronto-socorro, os médicos prescreveram analgésicos pra aliviar a dor, em um primeiro momento, mas antes precisavam verificar se ela não estava grávida, pois tais remédios poderiam prejudicar um possível bebê. Ela nem tinha barriga de grávida, mas é uma precaução de rotina. E sim, ela estava grávida.
Por conta das dores, os médicos foram checar outra coisa, e viram que ela estava com uma dilatação de 8cm. Os médicos então disseram a Lizzie que daqui a algumas horas a sua “pedra no rim” estaria bebendo o leite dela.
O bebê nasceu saudável, pesando 2kg e 900g. A mulher, embora agora esteja muito feliz de ser mãe, comenta que essa experiência é a mais traumática de sua vida. Afinal, quando a mulher engravida ela tem cerca de 9 meses pra se acostumar com a ideia. Ela teve só 4 horas.
“Eu não sabia se era menino ou menina, se era prematuro ou não, se o bebê seria saudável ou não…era muito pra processar no trabalho de parto”, comentou. De acordo com ela, até que tinha notado que ganhou peso, mas distribuído pelo corpo todo. Pensou ela que isso se deu porque ela relaxou em sua rotina fitness, além de ter comido mais besteira do que o normal.
Ela também teve sangramentos que achou serem menstruações, mas se tratava de uma complicação chamada “placenta prévia” que acontece em 3,6 mulheres a cada 1.000. Embora possa causar um grande dano ao bebê, nesse caso não aconteceu nada. Além disso tudo ela teve Pré-eclâmpsia, uma doença hipertensiva que acontece em grávidas.
Por esses motivos, se tratava de uma gravidez de alto-risco. Lizzie não fazia ideia de nada disso, e o bebê nasceu saudável. A menina, batizada de Winnie June, agora é a alegria diária da mamãe-surpresa.

Comentários