Em uma reunião virtual em Genebra, a líder técnica da OMS, Maria Van Kerkhove, para a covid-19 disse que "em algumas situações, a difícil decisão de não ter uma reunião familiar é a aposta mais segura" - Fabrice Coffrini/AFP
Em uma reunião virtual em Genebra, a líder técnica da OMS, Maria Van Kerkhove, para a covid-19 disse que "em algumas situações, a difícil decisão de não ter uma reunião familiar é a aposta mais segura"Fabrice Coffrini/AFP
Por AFP
Joanesburgo - A África pode ter superado o pico da pandemia do novo coronavírus, disse a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta terça-feira, alertando para o relaxamento de medidas, que podem facilitar uma segunda onda de contaminação.
“Parece que atingimos o pico e agora o número de novos casos diários está baixo”, disse o diretor regional da OMS para a África, Matshidiso Moeti, em videoconferência.
Publicidade
No entanto, nem todos os países africanos experimentam essa tendência de queda, como é o caso da Namíbia, onde o número de novas contaminações está aumentando.
A África, o continente menos afetado pela covid-19 depois da Oceania, registrou cerca de 1,2 milhão de casos de novo coronavírus e 28.000 mortes.
Publicidade
A África do Sul tem cerca de metade das pessoas contaminadas no continente e ocupa o quinto lugar em casos registrados globalmente.