Em uma reunião virtual em Genebra, a líder técnica da OMS, Maria Van Kerkhove, para a covid-19 disse que "em algumas situações, a difícil decisão de não ter uma reunião familiar é a aposta mais segura" - Fabrice Coffrini/AFP
Em uma reunião virtual em Genebra, a líder técnica da OMS, Maria Van Kerkhove, para a covid-19 disse que "em algumas situações, a difícil decisão de não ter uma reunião familiar é a aposta mais segura"Fabrice Coffrini/AFP
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Suíça - A Organização Mundial da Saúde (OMS) descartou em coletiva de imprensa nesta sexta-feira, a necessidade de novos lockdowns nacionais na Europa para conter o novo avanço da covid-19 no continente.
"Estamos em uma situação muito diferente de meses atrás. Temos ferramentas de reduzir a transmissão e evitar mortes, mas temos de garantir que as hospitalizações sigam baixas. Temos de tomar decisões em nível local", afirmou a diretora técnica e líder da Organização para a pandemia, Maria Van Kerkhove. "Não podemos generalizar a situação na Europa, há diferentes tendências entre os países do continente", acrescentou o diretor executivo Mike Ryan.