Maratona de Tóquio é adiada para depois da realização dos Jogos Olímpicos em 2021

Junto com Boston, Berlim, Chicago, Nova York e Londres, Tóquio é uma das seis principais edições da prova mais longa do atletismo olímpico

Por ESTADÃO CONTEÚDO

Tóquio - Mais um evento tradicional do calendário esportivo internacional é adiado por causa da pandemia. Nesta sexta-feira, foi a vez da Maratona de Tóquio, prevista para 7 de março de 2021, com a participação de 38 mil atletas, e que será disputada após os Jogos Olímpicos, em 17 de outubro.

Junto com Boston, Berlim, Chicago, Nova York e Londres, Tóquio é uma das seis principais edições da prova mais longa do atletismo olímpico. Em 2020, a prova na capital inglesa foi realizada no domingo passado, mas apenas com atletas de elite em uma "bolha", com percurso em torno do St. James´s Park. As outras quatro foram adiadas.

Em março deste ano, durante o início do surto do coronavírus, a corrida foi realizada na capital japonesa em condições semelhantes às de Londres. O adiamento da prova do ano que vem deixa o mundo esportivo em alerta para se saber se a Olimpíada poderá ser realizada com segurança a partir de 23 de julho de 2021.

Os organizadores dos Jogos Olímpicos apresentaram algumas alternativas na busca por uma segurança maior para que as competições aconteçam no ano que vem. Foi proposto que fosse reduzido o número de funcionários nos Jogos e o encurtamento do período de abertura dos locais de treinamento.

Comentários