Volunteers and recue personnel search for survivors in a collapsed building in Izmir, on October 31, 2020, after a powerful earthquake struck Turkey's western coast and parts of Greece. - A powerful earthquake hit Turkey and Greece on October 30, killing at least six people, levelling buildings and creating a sea surge that flooded streets near the Turkish resort city of Izmir. (Photo by Yasin AKGUL / AFP) - AFP
Volunteers and recue personnel search for survivors in a collapsed building in Izmir, on October 31, 2020, after a powerful earthquake struck Turkey's western coast and parts of Greece. - A powerful earthquake hit Turkey and Greece on October 30, killing at least six people, levelling buildings and creating a sea surge that flooded streets near the Turkish resort city of Izmir. (Photo by Yasin AKGUL / AFP)AFP
Por AFP
Ao menos 51 pessoas morreram no terremoto que abalou na sexta-feira o oeste da Turquia e a possibilidade de encontrar sobreviventes é cada vez menor, informou a Agência de Gestão de Emergências e Desastres (AFAD).

Além disso, 896 pessoas ficaram feridas devido ao terremoto, que também matou dois adolescentes na Grécia.

O terremoto, com intensidade de 7 graus de acordo com o Centro Geofísico dos Estados Unidos (USGS) e de 6,6 segundo as autoridades turcas, aconteceu na sexta-feira à tarde no Mar Egeu, ao sudoeste de Izmir, a terceira maior cidade da Turquia, e perto da ilha grega de Samos.

Em Bayrakli, a cidade turca mais afetada, as equipes de resgate prosseguem com as buscas por sobreviventes entre os escombros de oito edifícios, indicou a AFAD.

Um socorrista afirmou que pelo menos 10 pessoas poderiam estar bloqueadas sob os escombros dos prédios que desabaram na sexta-feira.

Durante a noite, um homem foi encontrado vivo depois de passar 33 horas sepultado sob os blocos de cimento, informou a imprensa local.

Muitos moradores da cidade passaram a segunda noite consecutiva em barracas montadas nas ruas por medo de tremores secundários.
O abalo foi tão forte que também foi sentido em Istambul e Atenas. Além disso, provocou um mini-tsunami que inundou as ruas de Seferihisar, cidade turca próxima do epicentro, e afetou as costas de Samos.

Na Grécia, dois jovens morreram e nove pessoas ficaram feridas na ilha de Samos, onde foram registrados importantes danos materiais, segundo as autoridades.