Vacina pode chegar para alguns cidadãos europeus ainda neste ano, segundo a presidente da Comissão Europeia - Marcelo Camargo/Agência Brasil
Vacina pode chegar para alguns cidadãos europeus ainda neste ano, segundo a presidente da Comissão EuropeiaMarcelo Camargo/Agência Brasil
Por ESTADÃO CONTEÚDO
A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von Der Leyen, disse nesta quarta-feira (25) no Parlamento Europeu, que alguns cidadãos do continente terão acesso à vacina contra a covid-19 antes do fim deste ano. "Mas o relaxamento de medidas contra a covid-19 são um risco muito grande para uma terceira onda", alertou.
Ursula Von Der Leyen defendeu ainda, no Parlamento Europeu, a cláusula do Orçamento 2021-2027 e do fundo de recuperação da crise que prevê a necessidade de respeito ao Estado de Direito para os países terem acesso aos recursos.
Publicidade
A Polônia e a Hungria são contra o dispositivo e bloqueiam as discussões. "É difícil entender os problemas com o Estado de Direito", destacou Von Der Leyen.
As declarações de Ursula foram feitas em uma plenária para debater a preparação do Conselho Europeu, que será realizado em 10 e 11 de dezembro. Eurodeputados defenderam o ponto de vista da presidente da Comissão.
Publicidade
A francesa Valérie Hayer, do Em Marcha!, afirmou que a UE não pode ser chantageada. O italiano Dino Giarrusso, do Movimento 5 Estrelas, acusou disse que a Hungria e a Polônia têm de assumir suas responsabilidades e desobstruir a discussão. "Nossos filhos tem de ter acesso a estes recursos", afirmou Giarrusso.