Vacina contra a covid-19 da Pfizer - AFP
Vacina contra a covid-19 da PfizerAFP
Por O Dia
Londres - A vacina da Pfizer/BioNtech contra a covid-19, que começará a ser aplicada em massa no Reino Unido já nesta semana, não poderá ser aplicada em grávidas e mulheres que estão amamentando, informou a farmacêutica em um documento encaminhado para profissionais de saúde do país neste domingo. 
O documento afirma que ainda não há dados suficientes para comprovar a eficácia e a segurança da vacina em gestantes e mulheres em fase de amamentação e, enquanto não houverem mais informações, elas não devem tomar o imunizante.
Publicidade
Vacinação
O Reino Unido se tornou o primeiro país do mundo a autorizar a vacina contra a covid-19, dos laboratórios americano Pfizer e alemão BioNTech, anunciaram autoridades britânicas na última quarta-feira.
Publicidade
O sinal verde das autoridades britânicas "é resultado de meses de ensaios clínicos rigorosos e de uma análise profunda dos dados por parte de especialistas da MHRA, que concluíram que a vacina respondia às normas estritas de segurança, qualidade e eficácia", disse o porta-voz da pasta.
Os resultados dos testes em massa desta vacina mostraram uma eficácia de 95%.
Publicidade
* Com informações da AFP