Na semana passada, a Rússia lançou oficialmente uma campanha de vacinação em massa com a Sputnik V - AFP
Na semana passada, a Rússia lançou oficialmente uma campanha de vacinação em massa com a Sputnik VAFP
Por AFP
Moscou - A Rússia começa, em fevereiro, a produção em massa de sua segunda vacina contra a covid-19 - anunciou o primeiro-ministro Mikhail Mishustin, nesta terça-feira (26).

Registrada na Rússia em outubro, esta vacina foi desenvolvida pelo laboratório Vektor, na região de Novosibirsk, na Sibéria Ocidental.

Esse centro conduziu pesquisas secretas sobre armas biológicas durante o período soviético e armazenava amostras de vários vírus, da varíola ao ebola.

Em agosto passado, a Rússia registrou a Sputnik V, sua primeira vacina contra a covid-19, desenvolvida pelo centro de pesquisa de Moscou Gamaleïa, em colaboração com o Ministério russo da Defesa.

Essa vacina foi recebida com ceticismo em todo mundo, porque ainda não havia chegado à fase final de testes no momento de seu anúncio com grande pompa por parte das autoridades.

Na semana passada, a Rússia lançou oficialmente uma campanha de vacinação em massa com a Sputnik V, na esperança de deter a propagação da pandemia sem voltar a impor um novo confinamento nacional.

Segundo dados oficiais, a Rússia registrou 3,75 milhões de infecções e mais de 70 mil óbitos.