António Costa anunciou que irá demorar algumas semanas até que a situação comece a melhorar - AFP
António Costa anunciou que irá demorar algumas semanas até que a situação comece a melhorarAFP
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Lisboa - Em Portugal, o primeiro-ministro, António Costa, classificou a situação do País como "terrível", e anunciou que irá demorar algumas semanas até que as coisas comecem a melhorar. Na quarta-feira, 27, o País registrou recorde de 293 mortes, elevando Portugal à posição de maior média mundial de óbitos e casos diários por milhão de habitantes nos últimos sete dias.

"Não adianta alimentar a ilusão de que não estamos enfrentando o pior momento", apontou Costa. "E vamos enfrentar esse pior momento por mais algumas semanas, com certeza." Ainda, o primeiro-ministro disse que a situação piorou em parte porque seu governo relaxou as medidas restritivas entre o Natal e Ano Novo, mas também devido à nova variante do vírus detectada pela primeira vez no Reino Unido, afirmou.

Hungria

O governo da Hungria estendeu um bloqueio parcial em vigor desde o início de novembro até 1º de março para conter a disseminação do coronavírus, anunciou o chefe de gabinete, Gergely Gulyas, do primeiro-ministro, Viktor Orban. As medidas atuais que incluíam toque de recolher noturno e fechamento de lojas e restaurantes deveriam expirar em 1º de fevereiro.

Vietnã

No controle da transmissão do vírus, o Vietnã tem sido amplamente elogiado por seu desempenho. No entanto, o sucesso parece ser interrompido com a previsão de um surto de dezenas de milhares de novas infecções, depois que a transmissão local foi detectada no norte do País pela primeira vez em quase dois meses

Os novos casos foram identificados nas províncias do norte de Hai Duong, onde um operário testou positivo, e em Quang Ninh, onde um funcionário do aeroporto também descobriu ter o vírus. Um desses casos foi relacionado à variante identificada no Reino Unido. Medidas de distanciamento social, então, foram implementadas nas regiões de Hai Duong e Quang Ninh.

A preocupação das autoridades vietnamitas é referente ao Ano Novo Lunar, em 12 de fevereiro, e estão sendo consideradas propostas para interromper todos os voos internacionais e proibir todos os grandes encontros antes do feriado. O chefe da força-tarefa contra o coronavírus, Vu Duc Dam, advertiu que as autoridades devem estar prontas para até 30 mil novas infecções, segundo apontam relatórios da mídia estatal.

China

A China relatou mais um dia de declínio nos casos de coronavírus, enquanto o país trabalha para conter os surtos e persuadir as pessoas a não viajarem no feriado do Ano Novo Lunar Segundo a mídia estatal, autoridades de Pequim prometeram vales de compras àqueles que optarem por ficar na cidade durante o feriado.

Autoridades de saúde chinesas relataram 41 casos sintomáticos transmitidos localmente na quarta-feira, após bloqueios em certas áreas e uma extensa campanha de testes. A maior parte das infecções relatadas ocorreu nas províncias de Heilongjiang e Jilin, no nordeste. Já em Xangai, foram registrados sete casos vindos do exterior. O prefeito da cidade, Gong Zheng, disse que o surto atual foi controlado.