Papa Francisco deu as declarações após a bênção do Angelus no Vaticano - AFP
Papa Francisco deu as declarações após a bênção do Angelus no VaticanoAFP
Por AFP
Cidade do Vaticano - O papa Francisco expressou neste domingo "solidariedade com o povo birmanês" após o golpe de Estado militar e pediu ao exército que trabalhe a favor de uma "coexistência democrática".

"Rezo para que aqueles que assumem responsabilidades no país se comprometam, com sincera disponibilidade, com o serviço do bem comum, promovendo a justiça social e a estabilidade nacional a favor de uma coexistência democrática harmoniosa", declarou o pontífice após a bênção do Angelus no Vaticano.