Jair Bolsonaro (sem partido)
Jair Bolsonaro (sem partido)AFP
Por O Dia
Londres - O Brasil foi apontado como "ameaça do mundo" por causa da má gestão da pandemia. Em um artigo, a renomada revista britânica The Economist aponta os erros que o país cometeu no combate ao coronavírus. 
Intitulada como 'Má gestão do Brasil no combate à covid-19 ameaça o mundo', a publicação lembra os desafios da crise sanitária, além de ressaltar que Bolsonaro é "uma ameaça à saúde dos brasileiros". "Suas ações são ruins para o Brasil — e para o mundo", diz trecho do texto. 
Publicidade
Ainda de acordo com a publicação, o fato de Bolsonaro criticar o isolamento social tem atrapalhado a intenção de governadores e prefeitos de restringir a circulação de pessoas.
O artigo lembra também que o presidente desdenhou da vacina e que vários estados do país correm o risco de sofrer com o desabastecimento de remédios. "Bolsonaro pregou curas charlatanistas, protestou contra lockdowns e tentou impedir a publicação de dados. Ele acaba de se despedir do terceiro ministro da Saúde (um general do Exército) desde o início da pandemia", diz outro trecho do texto.