Desde o início da pandemia, o Catar registrou 220,8 mil casos, com 583 mortes.Divulgação

Por AFP
Doha pretende obter um milhão de doses de vacinas contra o coronavírus para os torcedores que participarão da Copa do Mundo de 2022 organizada no Catar, informou a agência oficial QNA neste domingo.
"Devido à possibilidade de alguns países não conseguirem vacinar todos os seus cidadãos (...) estamos em negociações com uma empresa para nos fornecer um milhão de doses", disse o primeiro-ministro Sheikh Khaled ben Khalifa al-Thani, sem especificar o nome do laboratório, de acordo com a QNA.
Publicidade
"O Catar não vai autorizar torcedores que não estejam totalmente vacinados a entrar em seus estádios", acrescentou, especificando que o objetivo das autoridades é "proteger os cidadãos e residentes, vacinando alguns dos que vêm ao Catar para a Copa do Mundo".
O rico emirado do Golfo diminuiu progressivamente as restrições sanitárias existentes em favor de uma campanha de vacinação em massa. Segundo o primeiro-ministro, mais de 70% dos 2,75 milhões de habitantes receberam pelo menos uma dose. Desde o início da pandemia, o Catar registrou 220,8 mil casos, com 583 mortes.
Publicidade
Em abril, o ministro das Relações Exteriores, Mohammed ben Abderrahmane al-Thani, já havia indicado que o país estava em negociações com os produtores de vacinas para garantir que todos os torcedores que comparecerem à Copa sejam vacinados contra a covid-19.