Itália chega ao pico da epidemia de coronavírus, segundo autoridades

Expansão da doença continua, mas em números diários cada vez menores

Por O Dia

A Itália é o país com mais mortes por coronavírus durante a pandemia
A Itália é o país com mais mortes por coronavírus durante a pandemia -
Roma - Desde que as autoridades começaram a contabilizar o número de casos de coronavírus no país, a Itália registrou o menor aumento percentual de um dia para o outro nesta terça-feira. Com mais 4.023 doentes, o crescimento em relação a segunda-feira foi de 3,9%. Com isso, já são nove dias seguidos com expansão do covid-19 abaixo de 10%.
Neste cenário, o presidente do Instituto Superior da Saúde (ISS) da Itália, Silvio Brusaferro, disse que o país chegou ao pico da pandemia de coronavírus. Ainda assim, a expectativa é a de que não haja queda nos casos de infectados de imediato.
"A curva da epidemia nos diz que chegamos ao pico", afirmou Brusaferro em coletiva de imprensa, ressaltando a importância dos italianos se manterem em quarentena. "Precisamos ser cautelosos".
Nesta terça-feira, a Itália chegou a 105.792 infectados com coronavírus, segundo números do governo. Desse total, 12.428 morreram (837 nas últimas 24 horas) e 15.729 se curaram (1.109 de segunda-feira para terça).

Comentários