Presidente da Argentina, Alberto Fernández prorroga período de quarentena no país durante combate à covid-19 - AFP
Presidente da Argentina, Alberto Fernández prorroga período de quarentena no país durante combate à covid-19AFP
Por O Dia
Argentina - Em meio à crescente taxa de contaminações pelo novo coronavírus na Argentina, o presidente do país, Alberto Fernández, decidiu ampliar o período de quarentena até 26 de abril, visando desacelerar a proliferação de infecções. O governo local já havia decretado isolamento social desde o dia 20 de março, com restrição completa de circulação de pessoas apenas uma semana e meia depois.
Fernández destacou, em coletiva de imprensa, que a medida de prorrogar o distanciamento é a mais eficaz no combate ao caos provocado pela covid-19. "Estamos diante de uma pandemia. Ainda não sabemos o remédio para evitá-la e o que todos os infectologistas sugerem é o distanciamento social e o isolamento domiciliar", falou o político.
Publicidade
O presidente ainda informou que cada estado do país terá autonomia para estabelecer e definir a forma de funcionamento de atividades e comércio em geral. Já os bancos, a partir da próxima segunda-feira, operarão em sistema de turnos, para evitar aglomerações. O isolamento na Argentina será mantido apenas em locais que já registraram casos do novo coronavírus.
Até o momento, o país apresenta um quadro de 1975 casos de pessoas com covid-19 e 85 óbitos causados pela doença. Sem a quarentena, instaurada em março, o número atual poderia ser de mais de 45 mil contaminações, de acordo com Fernández.