Testagem em massa começou nesta sexta-feira - Vinícius Magalhães/Firjan
Testagem em massa começou nesta sexta-feiraVinícius Magalhães/Firjan
Por Maria Clara Matturo*
Campanha da Firjan espera testar trabalhadores de 25 mil indústrias do Rio. Através da Firjan SESI, o "Programa Testes Covid-19" promove a testagem de massa nos funcionários para agilizar o diagnóstico da doença e evitar a propagação do coronavírus. 900 empresas já se cadastraram, demandando cerca de 50 mil testes.

A iniciativa oferecerá os testes de forma gratuita para as empresas de pequeno porte e a preço de custo para as grandes indústrias. A análises das amostras coletadas, será feita pelo Centro de Inovação SESI Higiene Ocupacional (CIS HO) em parceria com a UFRJ, eles esperam analisar mais de dois mil testes por dia, com resultado em 24 horas. O gerente geral de negócios da Firjan, Carlos Magno, afirmou que "a ideia é tentar eliminar esse circuito de contaminação na indústria, identificando os trabalhadores contaminados e evitando a propagação da doença".

O primeiro dia de testagem aconteceu ontem e deve continuar na segunda-feira, em postos de atendimento montados nas unidades do Sesi da Cinelândia e Vicente de Carvalho, que devem coletar amostras de mais de 400 trabalhadores. A campanha começou pela cidade do Rio, por ser o epicentro da doença no estado, mas deve seguir para outros municípios: "esperamos alcançar todos os 556 mil trabalhadores da indústria no Rio até setembro", reforçou Carlos.

A testagem pode acontecer nas unidades do Sesi ou na própria empresa, o modelo operacional deve variar de acordo com a quantidade de funcionários. A metodologia utilizada, é recomendada pela OMS e apresenta eficácia maior do que 99%, detectando o vírus antes mesmo dos sintomas aparecerem. As indústrias interessadas pelo programa, devem entrar em contato com a Firjan através do site www.firjan.com.br ou pelo email [email protected]