Câmara dos EUA libera 3 bilhões dólares para combater efeitos da covid-19

Com mais de 1,4 milhão de infecções por coronavírus registradas, os democratas estão defendendo um rápido apoio adicional às famílias e empresas americanas.

Por AFP

Donald Trump já promulgou quatro leis de alívio de pandemia, incluindo um plano de estímulo de  2,2 trilhões de dólares em março e outra de  483 bilhões dólares para injetar fundos adicionais em um programa de empréstimos para pequenas empresas afetadas
Donald Trump já promulgou quatro leis de alívio de pandemia, incluindo um plano de estímulo de 2,2 trilhões de dólares em março e outra de 483 bilhões dólares para injetar fundos adicionais em um programa de empréstimos para pequenas empresas afetadas -
Estados Unidos - A Câmara do Representantes dos Estados Unidos, de maioria democrata, aprovou nesta sexta-feira (15) um pacote de 3 trilhões de dólares para combater a crise do coronavírus e fornecer subsídios de emergência a milhões de lares americanos.

A Câmara aprovou o texto com 208 votos a favor e 199 contra, sendo que 14 democratas se opuseram ao texto e um republicano o endossou. Agora será encaminhado ao Senado, controlado pelo Partido Republicano, onde deve ser vetado.

O líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, considerou que a proposta democrata "não era nada séria". McConnell pode nem submeter o texto a votação no Senado.

Com mais de 1,4 milhão de infecções por COVID-19 registradas, mais de 87 mil mortes e uma economia em queda livre por conta do confinamento para evitar o contágio, os democratas estão defendendo um rápido apoio adicional às famílias e empresas americanas.

O projeto inclui pagamentos diretos de até 6 mil dólares por família, quando cerca de 36,5 milhões de americanos perderam o emprego na pandemia. Também planeja alocar quase 1 trilhão de dólares para governos estaduais e locais cujos recursos foram esgotados na luta contra a doença.

Outro ponto é a proposta de pagamento por risco de trabalho para profissionais de saúde e socorristas, expande testes e rastreamentos de vírus, aumenta empréstimos para pequenas empresas, fortalece a assistência habitacional e fortalece a segurança alimentar de famílias pobres.

"Aprovar esta lei para dar às famílias o apoio de que precisam. Trata-se do povo americano. Eles são nossas famílias. Eles sofrem, precisam de ajuda, temos os meios e a possibilidade de fazer isso", disse a democrata e presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi.

A Casa Branca e os republicanos querem uma "pausa" para avaliar o impacto das medidas de emergência aprovadas.

O presidente Donald Trump já promulgou quatro leis de alívio de pandemia, incluindo um plano de estímulo de 2,2 trilhões de dólares em março e outra de 483 bilhões dólares para injetar fundos adicionais em um programa de empréstimos para pequenas empresas afetadas.

Comentários