Por marta.valim

Perth - Um minissubmarino robotizado que rastreia o fundo do do oceano em busca do Boeing 777 da Malaysia Airlines, desaparecido em 8 de março, realizou sua primeira missão completa  e os dados estão sendo analisados, anunciaram as autoridades australianas.

As duas primeiras buscas do "Bluefin-21" foram encurtadas, a primeira porque a profundidade superava a capacidade do minissubmarino e a segunda por dificuldades técnicas não reveladas e não apresentaram resultados.

O "'Bluefin-21' realizou a missão na madrugada de quarta-feira para quinta-feira na área de busca. A próxima missão está sendo preparada, anunciou o Centro Conjunto de Coordenação de Agências (JACC), que organiza a busca do voo MH370.

O aparelho trabalha em uma zona do Oceano Índico que fica 2.170 km ao noroeste de Perth, a grande cidade da costa oeste da Austrália.

Depois de cada imersão, os dados obtidos pelo sonar do aparelho são repassados ao "Ocean Shield", navio australiano, e analisados em busca de algo anormal detectado no fundo do oceano.

O voo MH370 seguia de Kuala Lumpur para Pequim em 8 de março, com 239 pessoas a bordo, quando desapareceu das telas dos radares civis uma hora depois da decolagem na capital da Malásia.

Você pode gostar