Nancy Reagan morre aos 94 anos

Viúva do republicano Ronald Reagan, ex-primeira-dama dos EUA teve insuficiência cardíaca neste domingo

Por gabriela.mattos

Rio - Morreu neste domingo, aos 94 anos, a ex-primeira-dama dos Estados Unidos Nancy Reagan, viúva do republicano Ronald Reagan (1911-2004), que presidiu o país entre 1981 e 1989.

Segundo o escritório de Nancy, ela faleceu na sua casa em Los Angeles, na Califórnia, vítima de insuficiência cardíaca, e será sepultada ao lado do marido na Biblioteca Presidencial Ronald Reagan, em Simi Valley.

Nascida em Nova York, no dia 6 de julho de 1921, a ex-primeira-dama também trabalhou como atriz, mas sempre em filmes sem muito destaque. Seu casamento com Ronald Reagan durou mais de 50 anos, só terminando com a morte do ex-presidente.

Nancy também é considerada uma das primeiras-damas mais influentes da história recente dos Estados Unidos e, durante seu período na Casa Branca, liderou uma campanha contra o consumo de drogas.

"Nancy Reagan, a mulher de um verdadeiro grande presidente, foi uma mulher incrível. Nos fará falta", escreveu no Twitter o pré-candidato republicano à Presidência Donald Trump. A mesma rede social foi usada pelo senador texano Ted Cruz, rival do magnata nas primárias norte-americanas, para lamentar o falecimento.

"Nancy será lembrada pela sua profunda paixão por esse país e pelo amor por seu marido, Ronald. A família Reagan está em nossas orações", disse.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia