Médico russo que matou paciente com soco é condenado a 9 anos de prisão

Ilya Zelendinov foi considerado culpado pelo assassinato. Ele, que foi demitido após o acontecimento, ficará proibido de exercer a medicina por até três anos após a libertação

Por rafael.souza

Moscou - A Justiça da Rússia condenou nesta quinta-feira a nove anos e dois meses de prisão o médico que matou de um soco um paciente que supostamente desrespeitou uma enfermeira em um hospital de Belgorod.

LEIA MAIS: Médico se descontrola e mata paciente com um soco dentro de um hospital

O médico, que terá que cumprir a pena em um presídio de segurança máxima, tinha pedido ao tribunal para ser castigado com todo o rigor da lei, de acordo com a imprensa local. O tribunal considerou Ilya Zelendinov culpado pelo assassinato do paciente. Ele, que foi demitido após o acontecimento, ficará proibido de exercer a medicina por até três anos após a libertação.

Momento em que o médico ataca violentamente homem de 56 anos diante das colegas incrédulasReprodução Internet

A vítima morreu de traumatismo craniano em 29 de dezembro do ano passado, mas o caso só ficou conhecido depois que as imagens gravadas por uma câmera de segurança foram publicadas em 9 de janeiro por um canal de TV de Moscou. Devido à repercussão que tomou, o Comitê de Instrução da Rússia, órgão que se encarrega dos casos penais mais famosos, assumiu as investigações.

Nas imagens é possível ver o médico dar um soco no paciente, que cai de maneira fulminante no chão. Ao ser advertido por uma das enfermeiras que o indivíduo não mostrava sinais de vida, os médicos, incluído o agressor, tentam em vão reanimá-lo.

Assista ao vídeo o incidente na Rússia. AS IMAGENS SÃO FORTES:

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia