Na Argentina, Obama dança tango em jantar de Estado oferecido por Macri

Evento foi realizado no Salão dos Escudos do Centro Cultural Kirchner, à luz de velas e com mesas adornadas com arranjos de rosas brancas

Por rafael.souza

Buenos Aires - Barack Obama e sua esposa Michelle criaram coragem nesta quarta-feira e dançaram tango em um jantar de gala em que foram homenageados em Buenos Aires. O evento foi feito pelo seu colega argentino, o presidente da Argentina Mauricio Macri. Na ocasião Macri destacou o "novo começo" na relação bilateral.

Presidente americano dançou tango com bailarina durante jantar de Estado com Maurício Macri na ArgentinaReuters

O jantar foi realizado no Salão dos Escudos do Centro Cultural Kirchner, à luz de velas e com mesas adornadas com arranjos de rosas brancas e contou com um espetáculo de tango. Após algumas canções, uma dançarina chamou para a pista o presidente Obama e um dançarino fez o mesmo com a primeira-dama.

Os dois dançaram ao ritmo de tango sorridentes durante alguns segundos, entre os aplausos e as ovações dos convidados do jantar. Em um tom já mais sério, Macri realizou um brinde e disse que a visita de Obama à Argentina aconteceu "em um momento perfeito", no qual os argentinos decidiram "construir relações maduras e sensatas com todos os países".

Casal Obama dançam tango com bailarinos durante jantar de Estado em Buenos AiresReuters

"Devemos superar velhos rancores entre Estados Unidos e América Latina, e olhar para o futuro", pediu Macri, acrescentando que Washington não deve esperar de Buenos Aires "confrontações infundadas". Por sua vez, Obama afirmou em seu brinde que sua visita à Argentina tem como meta, entre outras coisas, "celebrar uma nova e muito diferente era" com todo o continente.

"Minha esperança é que isto seja um novo começo", expressou Obama ao ressaltar que tanto ele como Macri tentam "viver à altura do exemplo de um argentino singular", o papa Francisco.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia