Exército egípcio acha destroços de avião que caiu em oceano

Objetos pessoais também são localizados

Por thiago.antunes

Egito - Aviões e navios do Exército egípcio encontraram nesta sexta-feira, a 290 quilômetros ao norte de Alexandria, destroços do avião e objetos pessoais de passageiros do voo Paris-Cairo, da EgyptAir, que caiu quinta-feira no Mediterrâneo, com 66 pessoas. “As buscas prosseguem e estamos retirando da água tudo o que encontramos”, informou o Exército.

O avião, que fazia o voo MS804, caiu no mar entre as ilhas do Sul da Grécia e a Costa Norte do Egito por razões ainda desconhecidas. A equipe de buscas egípcia trabalha em colaboração com a Grécia, França, o Reino Unido, Chipre e a Itália.

Avião da Egyptair desapareceu em voo entre Paris e CairoEfe

As autoridades gregas e egípcias consideraram remota a possibilidade de haver sobreviventes, o que foi reiterado tanto pela companhia aérea egípcia, quanto pelos governos egípcio e francês, que enviaram condolências aos parentes das vítimas.

No avião, viajavam 56 passageiros, entre eles um português, 30 egípcios e 15 franceses, além de sete tripulantes e três seguranças. Até agora, sabe-se apenas que o Airbus A-320 da EgyptAir desapareceu dos radares e perdeu muita altura no espaço aéreo egípcio, fazendo duas voltas bruscas enquanto caía de cerca de 37 mil pés para cerca de 15 mil.

Todas as hipóteses para o acidente ainda estão em aberto. A possibilidade de um atentado terrorista está sendo considerada, apesar de nenhum grupo terrorista ter reivindicado, até agora, a autoria do acidente.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia