Merkel pede cautela para saída do Reino Unido da União Europeia

Prazo de outubro foi deixado nas entrelinhas por David Cameron, assim que foi informado da vitória do 'brexit'

Por clarissa.sardenberg

Alemanha - A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou nesta segunda-feira que o processo de saída do Reino Unido da União Europeia não pode demorar demais. Segundo a líder política, mesmo que haja a necessidade de "um certo período de tempo", ele não pode passar "por uma longa fase de suspensão".

Merkel lamentou 'brexit' na útlima sexta-feiraEFE

"Eu acredito que nós precisamos ver a sequência. A notificação deve ser enviada pelo governo britânico e sobre isso não há nem um freio, nem acelerador", disse a chanceler.

Apesar de não falar em prazos, Merkel não deixou claro se aceitará o provável prazo até outubro para a ativação do artigo 50 - que dará o início ao processo formal de saída.

O prazo de outubro foi deixado nas entrelinhas pelo primeiro-ministro britânico, David Cameron, assim que foi informado da vitória do "Brexit" no referendo realizado na quinta-feira.

Segundo o político, como sua campanha pela permanência foi rejeitada, ele não é a pessoa "mais indicada" para iniciar o processo a partir de outubro, que deverá ser guiado por seu sucessor.

Porém, a União Europeia teme que a demora possa instigar outros Estados-membros a deixarem o bloco europeu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia