Erdogan culpa Estado Islâmico por ataque suicida em casamento na Turquia

O atentado deixou ao menos 50 mortos e quase 100 feridos

Por luis.araujo

Ancara - O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse que um jovem com idade entre 12 e 14 anos, jihadista do Estado Islâmico, é o autor do ataque suicida em uma festa de casamento neste final de semana em Gaziantep, na Turquia. O atentado deixou ao menos 50 mortos e quase 100 feridos e devastou o local onde a celebração era realizada.

Apesar da declaração de Erdogan, que condenou fortemente o atentado, até o momento, nenhum grupo reivindicou a autoria do ataque. Gaziantep é uma das maiores cidades da Turquia e fica perto da fronteira com a Síria. "Esse jogo canalha que tentam em Gaziantep não vai funcionar. É preciso decifrar as intenções verdadeiras por trás dessas provocações a nossa nação. Não vamos comprometer a união, convivência e fraternidade de nosso país”, declarou Erdogan em um comunicado.

A Turquia tem sido palco de uma série de ataques desde o final do ano passado que são, em sua maioria, reivindicados pelos terroristas do Estado Islâmico ou pelos militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que lutam pela independência da região.

O ataque durante a festa de casamento foi registrado pouco mais de um mês após uma tentativa fracassada de golpe de Estado contra Erdogan que complicou o cenário político turco.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia