Apoiada pela Alibaba, Kuaidi desafia Uber na China com carros de luxo

A Hangzhou Kuaidi Technology Co., uma empresa que oferece o serviço de reserva de táxis, está adquirindo carros de luxo na China para aumentar sua receita

Por marta.valim

A Hangzhou Kuaidi Technology Co., uma empresa que oferece o serviço de reserva de táxis e é apoiada pela Alibaba Group Holding Ltd., está adquirindo carros de luxo na China para aumentar sua receita e, ao mesmo tempo, intensificando seu desafio à Uber Technologies Inc.

A Kuaidi está mirando clientes ricos com um novo aplicativo de smartphone, enquanto se associa a empresas de choferes em Pequim, Xangai, Guangzhou e Hangzhou, disse o CEO Dexter Lu em uma entrevista. Entre os novos carros estão o Série 5, da Bayerische Motoren Werke AG, e o A6, da Audi AG.

A Uber e a Kuaidi estão competindo com a Didi Taxi, que é apoiada pela Tencent Holdings Ltd., por uma fatia maior dos 500 milhões de usuários da China que acessam a internet por meio de telefones e estão ampliando o uso de serviços baseados na localização. O novo aplicativo, conhecido como “Yi Hao Zhuan Che” em língua chinesa, é parte do esforço de Lu por um modelo de receita para sustentar o negócio, que gerou 50 milhões de yuans (US$ 8 milhões) em vendas no mês passado.

“Nós operamos sob um modelo similar ao da Uber na China”, disse Lu, em 4 de julho. “Nossa carga de trabalho será muito pesada no segundo semestre, mas isso também é muito emocionante”.

A Uber, que tem uma avaliação de US$ 17 bilhões após uma recente rodada de financiamento, está se expandindo na China e contratando pessoas em 14 cidades, segundo uma postagem de 1 de julho no LinkedIn. A companhia com sede em São Francisco vem mirando clientes na China que estejam dispostos a pagar um ágio pelo luxo de monitorar a aproximação do veículo, não usar dinheiro local e encontrar jornais e conexão wi-fi dentro do carro.

Potencial IPO

O aplicativo de reserva de táxi da Kuaidi atraiu 100 milhões de usuários, que realizam 3 milhões de pedidos diários, e a empresa com sede em Hangzhou está trabalhando com mais de 1 milhão de motoristas em aproximadamente 300 cidades, segundo um comunicado enviado por e-mail pela empresa.

A firma irá operar principalmente com empresas de choferes que oferecem serviços a hotéis cinco estrelas e ganhará uma comissão de 20 por cento a 25 por cento sobre o custo de cada corrida, disse Lu. Entre os carros usados pela empresa estará o Buick GL8, da General Motors Co.

Lu preferiu não comentar a respeito de para quantas cidades o novo aplicativo se expandiria.

A Alibaba, maior operadora de comércio eletrônico da China, possui uma participação na Kuaidi e ambas as empresas preferiram não dar mais detalhes a respeito do tamanho do investimento. Os serviços de reserva de táxi prefeririam buscar uma oferta pública inicial em vez de serem totalmente adquiridos, disse Lu, sem se aprofundar no assunto.

A Alibaba, por si só, pode se encaminhar para o maior IPO nos EUA após ter escolhido, no mês passado, a Bolsa de Nova York para sua venda de ações. A empresa está procurando vender cerca de 12 por cento de participação, disseram fontes familiarizadas com o assunto. Isso pode fazer com que ela levante até US$ 20 bilhões, com base em estimativas de analistas.

A Tencent, terceira maior empresa de internet da Ásia, anunciou seu investimento na Didi em janeiro após entrar em um esforço de levantamento de capital de US$ 100 milhões.

Os aplicativos de reserva de táxi enfrentam incertezas regulatórias na China depois que o Ministério dos Transportes elaborou um projeto para regular os serviços, reportou a agência oficial de notícias Xinhua em 28 de maio. A Kuaidi vem trabalhando com as reguladoras, disse Lu, sem revelar mais detalhes.

O Uber tem enfrentado desafios legais e protestos dos taxistas tradicionais na Europa, que dizem que eles estão submetidos a regras que não são aplicadas ao sistema baseado em smartphones.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia