Nissan e Mitsubishi Motors se unem para criar carro elétrico barato

Empresas querem desenvolver o projeto até 2017 e superar as vendas do modelo elétrico Leaf, da marca francesa Renault

Por bruno.dutra

Tóquio - Os fabricantes de carros japoneses Nissan e Mitsubishi Motors querem desenvolver juntos um pequeno carro elétrico de baixo custo até 2016-2017, noticiou nesta segunda-feira o jornal econômico Nikkei.

A Nissan, que investiu EUR 4 bilhões neste setor, em associação com a Renault, sua principal acionista, comercializa o Leaf, com resultado comercial medíocre (124.000 unidades vendidas no mundo, desde seu lançamento em 2010). O grupo assegura que o Leaf é pelo menos "o veículo elétrico mais vendido", embora admita que a falta de infraestrutura dificulte a adoção deste tipo de carros que têm autonomia de 190 km quando a bateria está carregada no máximo.

O preço também é um fator que pode reprimir os compradores, razão pela qual o novo projeto, se confirmado, é lançar um veículo barato. A Mitsubishi Motors tem o expertise, pois em 2009 lançou o carro elétrico mais barato do mercado japonês: um modelo pequeno, denominado iMiEV, que custa 1,78 milhão de ienes (12.900 euros), caso se inclua a ajuda governamental a "veículos limpos".

Segundo o jornal Nikkei, o minicarro em preparação custaria ainda menos, por volta de 1,5 milhão de ienes (10.869 euros). A Nissan e a Mitsubishi Motors trabalham juntas em vários setores, entre os quais em utilitários pequenos com menos de 660 cc, muito populares no Japão.

No final de 2013, a Nissan anunciou que prolongaria com a Renault a cooperação para fabricar em conjunto veículos e compartilhar tecnologias, em particular a eletricidade.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia