Ford pretende construir fábricas em mercados de rápido crescimento da África

Fabricante está introduzindo modelos como o carro esportivo Mustang na região e prevê crescimento de 40% nas vendas até 2020

Por marta.valim

A Ford Motor Co. pretende expandir suas plantas de fabricação na África, onde a empresa está introduzindo modelos como o carro esportivo Mustang, e prevê que as vendas de todo o setor crescerão 40% até 2020.

“Tudo aponta em direção a um incremento na economia africana”, disse Jim Benintende, diretor de operações da Ford no Oriente Médio e na África, em entrevista concedida ontem, na véspera do Fórum U.S. Africa-Business, em Washington. “Nós estamos realmente focados como nunca nessa região”.

Benintende, funcionário de carreira da Ford escolhido neste ano para gerenciar as operações regionais, está formulando uma estratégia de crescimento na África para Mark Fields, que assumiu como CEO em 1º de julho após a aposentadoria de Alan Mulally. O plano é expandir as fábricas da Ford na África para mais que as duas unidades que a empresa possui na África do Sul, e a Nigéria é considerada uma opção, disse Benintende.

“Mark é quem está à frente dizendo ‘me diga o que você precisa que eu faça por você para levar todo esse trabalho adiante’”, disse Benintende. “Ele está totalmente envolvido”.

O mercado de veículos da África está acelerando rapidamente. A Ford, segunda maior fabricante de carros dos EUA, prevê que as vendas de automóveis de toda a indústria crescerão para 2,1 milhões de veículos ao longo dos próximos seis anos, contra 1,5 milhão no ano passado. A população em idade de dirigir da África deverá aumentar 55 por cento até 2023, para 840 milhões de pessoas, contra 540 milhões no ano passado, disse a Ford.

Lugar difícil

O continente continua sendo um lugar difícil para fazer negócios, disse Benintende, citando o surto de ebola na Libéria e em Serra Leoa e a instabilidade civil na Nigéria, onde rebeldes do Boko Haram têm lutado contra as forças de segurança em uma tentativa de impor a lei islâmica.

“Esta será uma estrada difícil por algum tempo”, disse Benintende. “Mas é preciso ter uma visão de longo prazo em lugares como a Nigéria. É a maior economia da África. Não se pode ignorar isso. O país tem recursos naturais abundantes, uma classe média em expansão. Há uma série de razões realmente boas para olhar para a Nigéria para um futuro investimento”.

Benintende está percorrendo o continente para explorar as opções da Ford na região. Ele disse esperar apresentar uma proposta a Fields no ano que vem com um plano detalhado a respeito de quantas fábricas e concessionárias a fabricante de veículos precisa introduzir na África.

“Nós precisamos colocar gente da Ford em campo, perto dos nossos clientes”, disse Benintende. “Não podemos operar a partir de uma torre de marfim”.

A Ford, que tem sede em Dearborn, Michigan, estreará 17 novos modelos na África do Sul e na África subsaariana ao longo dos próximos dois anos, incluindo versões com direção do lado direito do Mustang, do sedã Fusion e do compacto Focus. A fabricante também está expandindo sua rede africana de concessionárias.

‘Força econômica’

“Muitos desses países estão realmente crescendo”, disse Benintende. “Se eles puderem se manter juntos, eu penso que esta será uma tremenda força econômica no futuro”.

Benintende se reunirá com líderes de governo e empresariais no Fórum U.S.-Africa Business. O evento de hoje, organizado pela Bloomberg Philanthropies e pelo Departamento de Comércio dos EUA, dará a líderes empresariais e nacionais uma oportunidade de discutir investimentos e a economia do continente.

A Bloomberg Philanthropies é liderada por Michael Bloomberg, fundador e sócio majoritário da Bloomberg LP, empresa-mãe da Bloomberg News.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia