Teste de drones mostra que o céu é o limite na rivalidade entre Google e Amazon

A iniciativa da gigante de buscas informou que serviço ainda demorará alguns anos até ficar pronto para o uso comercial

Por douglas.nunes

A divisão de laboratórios secretos da gigante das buscas está desenvolvendo drones que podem fazer entregas, um avanço que concorre diretamente com a empresa de comércio eletrônico que está testando seu próprio serviço de envios usando máquinas voadoras autopropulsionadas.

A iniciativa da Google, chamada Project Wing (Projeto Asa), visa utilizar drones para entregar bens rapidamente, disse ontem por e-mail a empresa com sede em Mountain View, Califórnia. O sistema demorará alguns anos até ficar pronto para o uso comercial, disse a Google.

A empresa disse que vem explorando a utilização de aeronaves não tripuladas há cerca de dois anos. A divulgação deste projeto a coloca numa corrida com a Amazon, que no final do ano passado anunciou seus próprios planos de testar drones para entregar bens. Ambas as companhias estão concorrendo cada vez mais entre elas, pois almejam empresas e consumidores para sustentar o crescimento.

“Veículos voadores autopropulsionados poderiam criar abordagens totalmente novas para o transporte de bens – incluindo opções mais baratas, mais rápidas, menos desperdiçadoras e mais conscientes em relação ao meio ambiente do que as opções possíveis nos dias de hoje –”, disse a Google. “Antes de desenvolvermos nosso sistema, queremos aprender sobre mais situações em que a entrega aérea poderia ajudar as pessoas no cotidiano e em seus trabalhos”.

O empreendimento é mais um investimento em projetos de longo prazo feitos pelo Google X, o laboratório secreto da companhia, com tecnologia de ponta. A unidade também produziu os óculos computadorizados Glass e está desenvolvendo carros que andam sozinhos e lentes de contato compatíveis com sensores.

Neste ano, os pesquisadores da Google testaram o Project Wing em Queensland, Austrália. A empresa testou drones com dois fazendeiros, que receberam itens como rádios, petiscos para cachorros e vacinas para gado.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia