OAS pede recuperação judicial de nove empresas do grupo

Companhia busca vender ativos meio à restrição de crédito que enfrenta por conta da Operação Lava Jato

Por parroyo

A OAS pediu recuperação judicial de nove empresas do grupo à Justiça do Estado de São Paulo nesta terça-feira, informou a empresa em comunicado, enquanto busca vender ativos e focar esforços no segmento de construção pesada em meio à restrição de crédito que enfrenta por conta da Operação Lava Jato.

Serão colocadas à venda a participação da OAS na Invepar, no Estaleiro Enseada, na OAS Empreendimentos, na OAS Soluções Ambientais, na OAS Óleo e Gás e na OAS Defesa, além das Arenas Fonte Nova e Arena das Dunas.

Os pedidos de recuperação judicial não incluem sociedades de propósito específico da OAS Empreendimentos, acrescentou a empresa.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia