Óleo e Gás negocia com OSX interrupção das atividades no campo Tubarão Azul

Negociações envolvem a desmobilização da plataforma FPSO OSX-1. Petroleira está em recuperação judicial

Por monica.lima

A petroleira Óleo e Gás Participações informou nesta terça-feira estar em negociações com a OSX 1 Leasing BV, seus credores e OSX Serviços Operacionais sobre a estratégia de interrupção das atividades do Campo de Tubarão Azul, na Bacia de Campos, e a desmobilização da plataforma FPSO OSX-1.

As negociações envolvem a liberação da plataforma FPSO OSX-1, respeitando os compromissos com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), disse a empresa, além de renegociações sobre os custos de afretamento e operação e manutenção da mesma plataforma.

"As companhias intencionam manter as atividades no campo de Tubarão Azul, respeitadas as questões relativas aos limites do reservatório e de viabilidade econômica do referido campo, bem como o acordo de desmobilização ora em negociação", disse a Óleo e Gás em fato relevante.

Em março, a Óleo e Gás, que está em recuperação judicial, fechou acordo com a OSX para suspender os pagamentos de afretamento de plataforma em outro campo, o de Tubarão Martelo, também na Bacia de Campos.

Na ocasião, a empresa fechou a suspensão dos pagamentos por seis meses referentes ao afretamento da plataforma OSX-3.

A celebração do acordo, segundo a companhia, estava alinhada a outras medidas que vêm sendo adotadas pela administração em função da queda acentuada do preço do petróleo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia