Atletas disputam campeonato de wakeboard em Jurujuba

Competição acontece neste domingo, a partir das 8h, no Guarderya Beach Club

Por marina.rocha

Niterói - Os wakeboarders hoje têm ponto de encontro certo: a praia de Jurujuba. A partir das 8h, vai rolar um campeonato da modalidade com atletas de Niterói e do Rio. O esporte é praticado em uma prancha puxada por uma lancha. Leva a melhor quem executar com mais perfeição as manobras na água. Serão 30 atletas competindo em cinco categorias: mirim, iniciante, intermediária, avançado e feminina.

A aula de wakeboard custa R%24 280 e pode ser dividida por até quatro pessoasAlexandre Vieira / Agência O Dia

Educador físico, Felipe Freitas, de 29 anos, vai concorrer na categoria avançada. Ele mora no Rio, mas garante que Niterói tem praias muito melhores para praticar. “Charitas e São Francisco são lugares mais abrigados, ideais para o esporte. Já mando bem no giro 360º e no ‘front’, que é a cambalhota pra frente”, avisou.

Quem vai analisar as manobras dos participantes é o campeão panamericano de wakeboard, Felipe Miyamoto, que vem de Brasília.

O organizador do evento e professor da modalidade, Sanny Muzetti, explica que a competição é uma forma de atrair novos praticantes. “O wakeboard vem crescendo bem em Niterói. Há um ano tinha uma média de 40 alunos por mês, hoje são 90”, afirmou.

E cresceu tanto que a escola R.w.A. Wake School Niterói está com uma equipe de oito atletas correndo o circuito nacional. Até agora foram duas etapas e os niteroienses estão liderando a categoria iniciante e ocupando o segundo lugar na intermediária.

A intenção de Sanny é ter mais uma competição na cidade ainda este ano. Ele quer trazer para São Francisco a última etapa do campeonato brasileiro, em dezembro, como fez em 2014.

E os praticantes já estão torcendo para isso. O tenente do Exército Thalison Silva, 25, começou o wake há dois anos e acredita que os campeonatos servem como grande incentivo. “A gente sempre quer ganhar e dar o nosso melhor”, disse ele, que se orgulha em dizer que a equipe R.w.A. já tem reconhecimento pelo Brasil.

A disputa de hoje vai acontecer próxima ao Guarderya Beach Club, de onde o público pode acompanhar de perto todos os saltos. E de 9h às 13h vai rolar um café da manhã self-service por R$ 40.

Quem quiser se aventurar no wake pode entrar em contato com o Sanny: 98108-1333. Cada aula dura uma hora e custa R$ 280, mas pode ser dividida até entre quatro pessoas. Inclui equipamento.

Reportagem de Marina Rocha

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia