Feira de tatuadores vai levar 90 estandes para o Espaço Cantareira

Organizadores esperam receber mais de 3 mil pessoas na 2ª Tattoo Place Convention Niterói

Por marina.rocha

Niterói - Livro de colorir é para os fracos. E se você não é um deles não pode perder a 2ª Tattoo Place Convention Niterói, que acontece nos próximos dias 7, 8 e 9 no Espaço Cantareira, em São Domingos, a partir das 12h. O evento, que já promete ser um dos maiores do gênero, vai reunir tatuadores de todo Brasil e profissionais de outros países, além dos amantes dos corpos coloridos.

Kabutt (Esq.)%2C Bidu Tattoo%2C Laila%2C Tito e Gustavo no estúdio de Gustavo%2C o Pin Up TattooHCarlo Wrede / Agência O Dia

Os tatuadores Ganso Galvão, referência mundial em tatuagens realistas, e Diego Nunes, que é de São Gonçalo e premiado no exterior, são presenças confirmadas na convenção assim como os profissionais niteroienses Kabutt, o casal Gustavo Silvano e Laila Raeder, e Bidu Tattoo. Eles poderão ser encontrados em um dos 90 estandes da feira onde estarão desenhando e expondo seus trabalhos.

E, como todo evento de tatto que se preze, não poderia faltar ele, o rei do Freak Show, o ‘Coveiro Maldito, figura que não mostra o rosto, só anda de máscara e tem o corpo completamente tatuado.

Shows, moda alternativa, eleição da Miss Tattoo, body piercers, exposição de Harley Davidson e sorteio de tatuagens, entre outras atrações, completam a programação. “Hoje, todo mundo curte tatuagem. E quem não faz é por falta de coragem e a feira é uma boa oportunidade para quem quer fazer uma tattoo. Não se tem mais aquela discriminação e marginalização de antigamente, por isso esse mercado vem crescendo”, afirma o organizador do evento, Tito Martins.

E não é só opinião de quem quer vender seu peixe, ou melhor, suas tattoos. Quase nove mil pessoas já confirmaram presença na página do evento (facebook.com/tattooplaceconventionbr), número três vezes maior que a primeira convenção visitada por mais de três mil pessoas no Caio Martins, em Santa Rosa.

“A feira é uma oportunidade para as pessoas conhecerem os excelentes tatuadores que Niterói tem. Isso é o mais importante”, diz Bidu Tattoo, que também é premiado. Gustavo concorda e vai além. “A região de São Domingos é muito bonita. Só a paisagem do lugar já é um convite a conhecer o que Niterói tem de bom”, elogia ele, que tem uma galeria de desenhos dos pontos famosos da cidade.

O Coveiro Maldito é uma das atrações do eventoDivulgação

Kabutt também comemora os novos tempos da profissão. “Além de não existir mais tanta resistência à essa arte, os tatuadores também passaram a se falar mais, a trocar ideias e a interagir, o que antes não acontecia”, revela ele, que entre outras categorias, coleciona prêmios na preto e branca.

Os ingressos já estão à venda no qualitypass.com.br e nos locais credenciados. Os endereços estão no portaltattooplace.com.br. A entrada custa R$ 20, mas a meia é liberada para todos, porém, para pagar R$ 10 é necessário levar também um quilo de alimento não perecível.

Um novo tempo, apesar dos castigos

Os tempos são tão outros no mundo das tatuagens que as mulheres passaram de clientes — o que há algum tempo já não foi visto com bons olhos — a tatuadoras. É o caso de Laila Raeder, de 34 anos.

Casada com Gustavo há 13 anos, a parceria profissional só veio há um, quando começou a tatuar. Mas a primeira tattoo ela fez aos 23 anos. É 23 também o número de desenhos que tem pelo corpo.
Laila conta que a procura pelo estúdio do marido por mulheres que queriam desenhos pequenos e delicados a fez se entregar à arte, já que Gustavo é especialista em tattoos grandes.

“Elas chegavam com essa proposta, então resolvi eu mesma atender a esse público. Minha clientela é 100% de mulheres”, conta ela revelando que fez o marido de cobaia. “Ela também foi minha”, entrega ele.

Tito Martins já perdeu a conta de quantas tatuagens tem em seu corpoCarlo Wrede / Agência O Dia

Já Kabutt lembra os tempos difíceis quando fez a primeira tattoo, aos 12 anos. Está com 44. Ele conta que foi um choque na família e até entre os pais dos amigos quando apareceu tatuado com a mesma flor que o roqueiro Ozzy Osbourne tem. “Foi um escândalo. Na casa dos meus amigos os pais deles diziam ‘não quero mais essa garoto aqui’”, diverte-se ele.

Apesar de organizar o evento, Tito não é tatuador, mas já perdeu a conta de quantas tattoos tem. O amor pela arte é tanto que que criou o site portaltattooplace.com.br.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia