Por tiago.frederico

Niterói - No último mês o público pôde ver de perto o que os alunos de diversas escolas de dança prepararam durante todo o ano. Como de costume, os teatros niteroienses interromperam as programações para receber estes shows que já viraram tradição. Somente no Teatro Municipal, no Centro, cerca de mil bailarinos subiram no palco.

E a temporada das danças está se despedindo...hoje, às 20h, os alunos do Centro de Dança Niterói (CDN) são os últimos do Municipal. A responsável pela academia é a professora Cynthia Dantas, que já conhece de trás pra frente todo o ritual . “Para a escola é um cartão de visitas, quando podemos mostrar o resultado do nosso trabalho. Com 25 coreografias, nosso espetáculo este ano conta a história da música”, contou a professora.

As meninas da Cia Arte em Movimento Jacqueline GeraldesErnesto Carriço / Agência O Dia

A aluna Alessandra Benigno, de 18 anos, diz que dançar no Municipal faz toda a diferença. “E estou em uma turma de jazz que faz uma troca de roupa rápida em cena, estou bem ansiosa”, afirmou.

A produtora Eleusa Mancini dirigiu três academias este ano e diz que as apresentações são cada vez mais profissionais. “É mais que um simples ‘espetaculinho’ de escola de dança, é uma super produção, com aparatos técnicos avançados. E já faz parte da programação cultural da cidade”, disse.

No Teatro Abel, em Icaraí,nove academias se apresentaram. E quem encerra os trabalhos hoje, também às 20h, é a galera do Stúdio de Dança Patrícia Araújo, de Itaboraí. “Viemos para Niterói porque a nossa cidade não tem um teatro com estrutura para montarmos um espetáculo. É um trabalho bem elaborado, com objetivo de tocar mesmo o público, mostrar nossa arte e fazer com que as pessoas tenham mais acesso à dança”, explicou.

Você pode gostar