Guilherme Vergara encerra com palestra sua mostra fotográfica no Museu do Ingá

Atração à parte, palácio tombado foi sede do Governo do Estado quando Niterói foi capital

Por Irma Lasmar

Doutor em Arte pela Universidade de Nova Iorque, artista divide sua vasta experiência
Doutor em Arte pela Universidade de Nova Iorque, artista divide sua vasta experiência -
Niterói - Artista plástico e ex-diretor do Museu de Arte Contemporânea, Guilherme Vergara conversa com o público do Museu do Ingá no encerramento de sua exposição “Preto Branco – a fotografia na luta pelos direitos humanos”. A roda de conversa será nesta sexta-feira às 14h. Nela, Vergara falará não só das obras e sua inspiração como dividirá sua experiência em curadoria. Ele é doutor em Arte pela Universidade de Nova Iorque e professor associado do Departamento de Arte da Universidade Federal Fluminense.
O Museu do Ingá fica na Rua Presidente Pedreira 78. Tombado como patrimônio histórico, já foi o palácio que serviu de residência e gabinete dos governadores do estado do Rio até 1975, quando Niterói deixou de ser capital estadual. Além das salas de mostras itinerantes, lá estão expostas permanentemente à visitação o mobiliário e alguns objetos pessoais dos líderes políticos de sua época áurea de sede do Governo do Estado.
No dia seguinte, sábado, também às 14h, haverá no mesmo local um workshop de três horas de duração sobre linguagem fotográfica para iniciantes. Em ambos os eventos, as inscrições são gratuitas, porém por ordem de chegada, a partir do meio-dia, sujeito à lotação. O telefone para mais informações é 2717-2903. 
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários