Agentes do Niterói Presente recebem homenagem por bons serviços prestados

Alan, Bruno e Thiago resgataram pessoas no mar

Por O Dia

Mesmo sendo responsabilidade do Estado, Prefeitura investe R$ 250 milhões anuais em segurança
Mesmo sendo responsabilidade do Estado, Prefeitura investe R$ 250 milhões anuais em segurança -
Niterói - O prefeito Rodrigo Neves homenageou sexta-feira de manhã três agentes do Programa Niterói Presente que se destacaram em ações de resgate e salvamento no mar, na última semana, nos bairros de São Francisco e Boa Viagem. Durante a solenidade, o chefe do Executivo niteroiense aproveitou para reforçar a importância do entrosamento entre as forças de segurança na cidade, reiterando que, mesmo não sendo papel do governo municipal, sua gestão está investindo cerca de R$ 250 milhões por ano em ferramentas que colaborem no combate à criminalidade.
Dentre as ações citadas pelo prefeito estão a implantação do Pacto Niterói Conta a Violência e a construção do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP), que monitora a cidade com 600 câmeras, sendo 70 Inteligentes que fazem o cercamento eletrônico, responsável por ajudar a recuperar veículos e prender quadrilhas. Além disso o pagamento do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis) para policiais trabalharem em horário de folga e pagamento de Regime Adicional de Serviço (RAS) para guardas municipais, entre outras iniciativas. Os programas pagos pela Prefeitura colocam em média 420 homens por dia nas ruas patrulhando a cidade.
“Niterói não se acomodou diante da onda de violência que existia e que ocorre em vários municípios da Região Metropolitana. Ao contrário, buscamos programas e iniciativas para apoiar os agentes de segurança. E os resultados estão aí. Baixamos os índices de roubo de rua em 50% e de automóveis em 80%, em dezembro de 2019, o melhor resultado dos últimos 15 anos. Este ano nossa meta é baixar mais ainda. Temos um grande desafio, pois em 2019 já assistimos a uma queda grande nos índices de criminalidade. Então trabalharemos com dados comparativos já contando com essa queda. Por conta disso é importante reforçar que o papel do Niterói Presente e o entrosamento com a Polícia Militar, Polícia Civil e o apoio da Guarda Municipal nas ruas e no Centro integrado de Segurança Pública (CISP) têm sido fundamental para a redução desses índices. Por isso peço que continuem com o comprometimento“, observou o prefeito.
Rodrigo Neves parabenizou a iniciativa dos agentes Alan Paulo e Bruno da Silva Pereira, que entraram num barco de pescadores em São Francisco para apreender um menor que fugia pelo mar e já dava sinais de cansaço, e do agente Thiago João, que salvou a vida de uma mulher que se afogava no bairro da Boa Viagem. O prefeito também deu boas-vindas ao novo coordenador do Programa Niterói Presente, Capitão Wellington Moreira, que serviu durante seis anos no Batalhão de Operações Especiais (Bope), atuando também no Batalhão de Choque e no Comando de Polícia Pacificadora (CPP).
“Vamos manter a mesma linha de trabalho em prol da cidade, com diálogo permanente com os moradores, total entrosamento com a Polícia Militar e utilizando as ferramentas da Prefeitura de Niterói. Vamos dar continuidade ao trabalho para manter ou melhorar esses excelentes resultados”, disse o capitão Moreira.
O secretário-executivo do Gabinete de Gestão Integrada de Segurança, coronel Gilson Chagas, disse que hoje colhem-se frutos dos investimentos feitos pela Prefeitura durante os últimos sete anos, ressaltando a integração entre as forças de segurança.
“Estamos tendo índices em Niterói que nunca alcançamos. Em locais como São Francisco, não temos registro de carros roubados. Esse resultado é obtido graças a cada um dos integrantes da tropa, e também graças a ações como essas dos homenageados. Cada integrante do Programa Niterói Presente, do Proeis, da Polícia Militar e Civil e da Guarda Municipal faz a diferença. Temos os melhores dados desde a década de 90”, comentou Chagas.
O evento teve ainda a presença do secretário municipal de Ordem Pública, Paulo Henrique de Moraes, e do comandante do 12° Batalhão da Polícia Militar, coronel Sylvio Guerra.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários