Avaliação será feita pelos profissionais do Programa Médico de Família, que estão recebendo treinamento para isso - Divulgação / Luciana Carneiro
Avaliação será feita pelos profissionais do Programa Médico de Família, que estão recebendo treinamento para issoDivulgação / Luciana Carneiro
Por O Dia
Niterói - Começa nesta sexta-feira a testagem rápida de pacientes para o novo coronavírus. O anúncio foi feito pelo prefeito Rodrigo Neves nas redes sociais do governo municipal. O trabalho será feito de forma gradual, começando pela Zona Norte, e seguirá experiências internacionais bem-sucedidas. De acordo com o último boletim epidemiológico, divulgado nesta quinta-feira à noite, Niterói tem 185 casos confirmados, 32 hospitalizados, sendo 12 em Unidades de Terapia Intensiva, 54 em isolamento domiciliar sendo monitorados pela Fundação de Saúde do Município. A cidade registra, até o momento, 12 mortos e 87 curados.
"Gradualmente vamos expandir esse trabalho para que, ao longo de dois ou três meses, a gente atinja um número representativo. Vamos iniciar com os profissionais de saúde, os guerreiros do 'front', e as pessoas mais vulneráveis que apresentem sintomas leves”, adiantou Rodrigo. O plano da Prefeitura é seguir as experiências internacionais com a testagem em massa. Ao longo da curva da pandemia, a Prefeitura espera testar um a cada 10 habitantes - um número superior ao alcançado pelos EUA (um teste para cada 164 habitantes) e Coreia do Sul (um para 100). O Brasil tem uma taxa de testagem atualmente de um a cada 2.850 brasileiros.
Publicidade
A avaliação será feita pelos profissionais do Programa Médico de Família, que estão sendo capacitados. Se as pessoas com resultado positivo não tiverem condições de fazer o isolamento social em casa, serão orientados a procurarem os Centros de Referência de Quarentena que estão sendo criados pela Prefeitura, onde serão assistidas por pelo menos 14 dias. O teste sorológico será feito a partir do oitavo dia dos sintomas identificados pela equipe de atenção básica. A intenção é conhecer o comportamento da doença e, dessa forma, estabelecer estratégias mais efetivas para qualificar o planejamento das ações em Niterói.
“A aplicação dos testes rápidos na população permite um melhor acompanhamento do desenvolvimento da epidemia, auxiliando a tomada de decisões mais acertadas”, explicou o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira. “Com a testagem também poderemos identificar mais rapidamente os casos confirmados e com isso ação de bloqueio e quarentena mais orientadas. A testagem ampliada, o trabalho de vigilância, o isolamento social e ampliação da rede hospitalar diminuem a taxa de letalidade da doença. Outro ponto fundamental é a testagem rápida nos profissionais de saúde garantindo a segurança deles e a volta ao trabalho”.