Passantes têm a temperatura aferida pelos agentes de segurança - Divulgação / Douglas Macedo
Passantes têm a temperatura aferida pelos agentes de segurançaDivulgação / Douglas Macedo
Por O Dia
Niterói - No segundo dia da ampliação das ações de restrição de circulação em Niterói, a Prefeitura de Niterói expandiu a área de fiscalização, que começou em Icaraí, para outros bairros da cidade e intensificou as fiscalizações nos acessos com municípios vizinhos, nas áreas e vias públicas e nos estabelecimentos da cidade. A multa para quem desrespeitar o decreto na cidade começa em R$ 180 e pode dobrar em caso de reincidência. No caso dos estabelecimentos o encargo chega R$ 3.200. As ações estão sendo implementadas de forma gradativa pela cidade.
O prefeito Rodrigo Neves afirma que o apoio popular tem sido determinante para o sucesso da ação: “Eu gostaria de agradecer a compreensão de todos os niteroienses porque hoje recebi o relatório sobre a adesão ao isolamento social e é comovente ver como a população compreendeu as medidas que estar em casa para proteger a si próprio e seus familiares. Tivemos um baixíssimo número de multas na cidade nesses dois dias. Esse bom resultado se deve à conscientização de todos”, ressaltou o prefeito.
Publicidade
O secretário municipal de Ordem Pública, Paulo Henrique de Moraes, fez um balanço positivo dos primeiros dias em vigor das novas restrições: “Estamos bastante satisfeitos com os resultados. Em dois dias, vinte multas foram aplicadas. Tivemos poucas transgressões e isso demonstra que a população está entendendo todo o cuidado que a prefeitura vem tendo, desde a assistência às populações mais carentes à preservação de empregos”, disse o secretário.
Moraes explica que a operação de fiscalização e checagem de temperatura nas barreiras atendeu à expectativa e está sendo ampliada também para pedestres: “Fizemos hoje alguns ajustes para reduzir o congestionamento que ontem, talvez por ter sido segunda-feira, foi um pouco maior do que o esperado. Evoluímos para a checagem de temperatura de pedestres, principalmente em pontos de ônibus. A operação avança para as orlas de São Francisco e Gragoatá, além dos bairros de Santa Rosa e Jardim Icaraí. As ações de ordem pública vêm se encaixar nesse conjunto forte de iniciativas que tem como objetivo frear a propagação do vírus para que a nossa retaguarda hospitalar que está sendo ampliada atenda totalmente à população”, explicou Paulo Henrique.
Publicidade
A fiscalização das novas regras está sob responsabilidade da Guarda Municipal, agentes do Niterói Presente e do Programa Estadual de Integração na Segurança (Proeis), com o apoio do 12º BPM. Nos bloqueios, também há a participação de funcionários da NitTrans. No total, cerca de 300 agentes públicos estão envolvidos na operação.
Além disso, os agentes do Departamento de Fiscalização de Posturas (Fipo) permanecem fiscalizando as agências bancárias nas regiões Norte, Sul, Centro e Região Oceânica para verificar se os estabelecimentos estão cumprindo a lei 2494/2020, bem como intimando aqueles que ainda não foram fiscalizados. Até o momento, oito multas foram aplicadas no valor de R$ 649,66 em agências bancárias que descumpriram a determinação e outras 18 agências foram notificadas.
Publicidade
Os serviços essenciais como supermercados e mercados, padarias (sem lanchonete), postos de combustíveis (sem conveniência), farmácias e pet shops permanecem abertos e funcionando. As autoridades orientam que seja dada preferência aos serviços de delivery para que a circulação nas ruas seja menor. Na publicação do Diário Oficial foi disponibilizado modelo de autorização de circulação para comprovação de serviços essenciais. As medidas, a princípio, estão programadas para funcionar dessa forma até o dia 15.
“Pelo que conhecemos da cidade, já temos uma boa aderência do isolamento e isso vai se traduzir em números para servir de base para avaliação da possibilidade e necessidade de extensão dessas medidas”, esclareceu o secretário de Ordem Pública.