Protocolo foi elaborado pela Prefeitura em parceria com a Fiocruz e a UFF - Divulgação / Douglas Macedo
Protocolo foi elaborado pela Prefeitura em parceria com a Fiocruz e a UFFDivulgação / Douglas Macedo
Por O Dia
Niterói - A Prefeitura registra, desde março, mais de 20 mil testes rápidos para detectar a infecção por coronavírus nos moradores da cidade. O número de pontos de testagem foi sendo ampliados e hoje o teste está disponível em mais de 50 locais. Há inclusive a opção de teste através do sistema drive-thru em três regiões diferentes do município. O protocolo foi elaborado pela Prefeitura em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Universidade Federal Fluminense (UFF), e determina que o teste sorológico deva ser feito a partir do oitavo dia dos sintomas identificados pela equipe de atenção básica, através do programa Médico de Família. O prefeito Rodrigo Neves lembra que o plano da Prefeitura seguiu as experiências internacionais com a testagem em massa. Ao longo da curva da pandemia, o governo municipal espera testar um em cada 10 habitantes.

“Niterói foi a primeira cidade da Região Metropolitana a enfrentar com força o coronavírus e, dessa forma, estamos conseguindo evitar uma tragédia humanitária e sanitária até aqui. Foram diversas ações como a realização da testagem rápida, a abertura do centro de referência de quarentena, os bloqueios sanitários, sanitização de comunidades, além das medidas sociais e de apoio econômico. Somado a isso, temos a conscientização da população que vem cumprindo o isolamento social. Por isso,é tão importante que a gente persevere seguindo as orientações das autoridades de saúde e fique em casa, indo à rua apenas para as atividades essenciais e as permitidas na atual fase”, enfatiza Rodrigo Neves.
O secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, destaca a importância da testagem para montar um mapa da evolução da doença pela cidade, desde a faixa etária das pessoas que estão adoecendo até o bairro com maior grau de contaminação. “Já foram mais de 20 mil testes realizados na rede municipal de saúde. Essa ação é fundamental para termos mais clareza de como está a curva de contaminação no município e acompanhar diariamente o plano de transição para o novo normal”, diz o secretário. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado na sexta-feira (12), Niterói tem 3.902 casos confirmados de covid-19, com 962 em isolamento domiciliar sendo acompanhados pela Fundação Municipal de Saúde. A cidade registra, até o momento, 159 mortos e 2.658 pacientes curados.
Publicidade
A Prefeitura de Niterói realiza a testagem rápida para o coronavírus nas policlínicas regionais, unidades básicas de saúde e módulos do programa Médico de Família. Outra alternativa para a população é o sistema drive-thru, por meio do aplicativo Dados do Bem, em três pontos da cidade: Cafubá, São Francisco e Caminho Niemeyer. Os testes são feitos em pessoas com sintomas leves, de acordo com o protocolo desenvolvido pela FMS, UFF e Fiocruz, e tem o objetivo de identificar, isolar e monitorar o maior número de pessoas confirmadas com o coronavírus para diminuir a proliferação da doença. A recomendação é que pessoas com sintomas leves, como febre baixa, coriza e tosse, procurem uma das unidades de saúde para passar por avaliação profissional e realizar o teste conforme indicação médica. Em casos de sintomas mais graves, como febre alta e falta de ar, a recomendação é para que a pessoa procure imediatamente os serviços de emergência.