Pestalozzi lança curso on-line sobre uso de animais como apoio a tratamentos

Dividido em três módulos e com um total de 13 vídeos-aula, curso é destinado a profissionais e estudantes da área de saúde, educação e reabilitação

Por O Dia

Cresce os estudos sobre os benefícios do relacionamento entre animais e humanos para o bem-estar físico e emocional do homem
Cresce os estudos sobre os benefícios do relacionamento entre animais e humanos para o bem-estar físico e emocional do homem -
Niterói - Estão abertas as inscrições para o curso Interação Mediada por Animais, oferecido pela Escola Superior Pestalozzi, destinado a profissionais e estudantes da área de saúde, educação e reabilitação que desejam se aprofundar na técnica do uso de animais como apoio ao tratamento de pessoas com deficiência ou idosos. Divididas em três módulos e com um total de 13 vídeos, as aulas são todas no sistema on-line e ministradas pela professora Vivian Gomes, médica veterinária, doutoranda pela Universidade Federal Fluminense.
O investimento é de R$60,00 em uma única parcela no ato da inscrição. Outras informações podem ser obtidas no endereço eletrônico www.pestalozzi.edu.br
“Cresce a cada ano estudos na área da medicina veterinária sobre os benefícios do relacionamento entre animais e humanos visando o bem-estar físico e emocional do homem. Nosso curso visa estimular e orientar profissionais que desejam aprimorar essa técnica”, enfatiza a professora.
Por ser um curso livre, é destinado a qualquer pessoa interessada no tema, independentemente de ter graduação ou não. O objetivo é promover um treinamento básico sobre a técnica, exemplificar os estudos sobre os benefícios já aplicados, mostrar a sua aplicação em diversas esferas, definir o que é necessário para a aplicação da terapia e enumerar os cuidados que se deve ter com o animal terapeuta.
“Estamos nesse momento de pandemia e, quando a nossa instituição se encontra com suas atividades suspensas, oferecemos esse curso livre à distância, feito totalmente de forma on-line e não presencial”, explica o presidente da entidade, Prof. José Raymundo Martins Romeo.

Comentários